sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

A fila da paciência: CAIXA oferece péssimo atendimento para clientes em Belém

O banco que diz acreditar nas pessoas parece não atentar-se a penosa realidade diária de seus clientes. A CAIXA abre como todos os outros bancos às 10 horas da manhã, mas a mazela das pessoas que procuram a instituição começa bem mais cedo.

Logo às 7 horas da manhã já é possível ver uma fila muito grande de pessoas, todos na expectativa de serem atendidas dentro de um tempo razoável. Mas a realidade é bem diferente. O público chega cedo na fila, entra às 10 horas na agência mas só é atendido depois de um
longo período de espera.

Nesta sexta-feira, 26, fui vítima dessa triste experiência. Cheguei na agência da CAIXA do bairro de São Bráz em Belém pontualmente, ao meio-dia e treze minutos. Estava em busca de informações sobre financiamento habitacional. Queria saber sobre planos, valores, tempo e forma de pagamento, coisas inerentes ao assunto.

Logo na entrada não havia ninguém para fazer o Pré-atendimento. As pessoas - imagino que estressadas pelo horário - aguardavam impacientes à espera de uma pessoa para dar qualquer informação. Minutos depois, chega uma moça simpática para nos orientar, ela me falara que para o meu caso, eu teria que procurar uma outra funcionária, assim o fiz. Só que, quando chego no setor indicado, recebo a informação que o atendimento seria suspenso, porque a pessoa responsável iria para o horário do almoço. Ela foi almoçar e de lá não voltou mais... suponho que a comida estava demasiadamente saborosa.

Resumo: Passaram-se DUAS HORAS E QUARENTA E CINCO MINUTOS e resolvi sair da CAIXA (O banco que acredita que as pessoas são tolas) sem fazer o atendimento desejado.
Resolvi tirar umas fotos (acima uma). Ahhh, o guarda não queria deixar eu fazê-las.
Essas duas moças ficaram olhando para o computador à espera de atendimento.

E todo mundo esperando...


3 comentários:

Fortunato disse...

E meu caro Isaac, isso acontece na minha região também, é uma tortura. Bom, acho que é em todo País. É uma pena!


Fortunato
Jaguaruna - SC

Nery17 disse...

Realmente estes Bancos, não estão nem ai prás pessoas que bancam a instituição, colocam poucos funcionários, muitos estágiarios, e o atendimento fica prejudicado, mais os lucros deles, são de bilhões, ninguem segue a lei neste país, não vai ser os bancos a segui-las, pobre Brasil!

rosivansilva disse...

Fui negociar uma dívida e desisti. isso nao é característica exclusiva da agencia de são bras, é um problema cronico por várias cidades